Um ex-analista técnico da TD Ameritrade diz que as ações ainda não chegaram ao fundo, pois as ações de várias grandes empresas permanecem ‘desconectadas’ da realidade – e alerta que o mercado pode cair mais 22%

Desde 3 de janeiro, o S&P 500 caiu mais de 19%. E apesar de um rali de verão que recuperou grande parte das perdas vistas até meados de junho, o mercado caiu 10% no último mês, à medida que o consenso dos investidores se torna cada vez mais baixista em meio ao aperto monetário mais agressivo do Federal Reserve em décadas.