A contagem regressiva para a próxima recessão começou oficialmente

Agora que o indicador de recessão mais preciso que existe finalmente acionou o alarme

Finalmente chegou o momento em que muitos analistas do mercado, inclusive o que próprio Board do Fed temia faz tempo. A próxima recessão está chegando!

A contagem regressiva para uma recessão econômica nos EUA começou oficialmente após a inversão da curva de juros do Tesouro dos EUA de 3 meses e 10 anos.

A inversão na curva de juros ocorre quando os yields de curto prazo de um Treasury Bill do Tesouro dos EUA sobe acima dos yields dos títulos de longo prazo, os Treasury Notes ou Treasury Bonds. Normalmente, títulos de longo prazo têm rendimentos mais altos do que títulos de curto prazo. Mas quando a incerteza econômica é alta, os investidores exigem um prêmio maior por títulos de prazo mais curto, pelos receios de default e inflação.

Os yields desses títulos de prazo mais curto acompanham mais de perto as taxas de curto prazo da política monetária. O Fed aumentou de maneira agressiva as taxas de juros esse ano, o que impulsiona forte os yields de curto prazo.

Já os títulos de prazo mais longo, têm uma correlação maior com o crescimento econômico e as expectativas de inflação de longo prazo, que caem conforme as taxas de juros sobem.

Esse fenômeno (inversão) acontece nesses momentos de incerteza e há muito tempo têm servido para o mercado como um forte sinal de que uma recessão econômica está no horizonte. Esse sinal precedeu todas as recessões dos EUA.

De acordo com a TS Lombard, a curva de 3 meses e 10 anos é significativa porque “historicamente tem sido o sinal mais preciso na previsão de recessões”. O rendimento de 3 meses cruzou pela primeira vez acima do rendimento de 10 anos em 25 de outubro e se manteve estável desde então com um spread negativo de quase 10 pontos base.

Na quarta-feira, o rendimento do Tesouro de 3 meses subiu dois pontos base para 4,15%, em comparação com o rendimento do Tesouro de 10 anos de 4,08%, invertendo o spread:

A curva 3ms10s inverteu em 25 de outubro e após subida do Fed, voltou a trabalhar no positivo. A curva 2s10s atingiu nova mínima no ciclo, com 54bps negativo.

É provável que uma recessão atinja a economia nos próximos 12 meses – até outubro de 2023 – de acordo com TS Lombard, embora possa ocorrer um pouco mais cedo ou mais tarde.

“Em média, uma recessão começa 12 meses após a inversão da curva de 3m10y. Mas também leva 22 meses ou apenas cinco meses”, disse Skylar Koning, da TS Lombard.

Uma recessão agora é vista como inevitável por muitos, uma vez que o Fed está a caminho de aumentar as taxas de juros em mais de 400 pontos base este ano para controlar a inflação. E uma recessão é muitas vezes vista como a única maneira de realmente domar a inflação, destruindo a demanda.

“À medida que o Fed aumenta e propositalmente amortece a demanda para reduzir a inflação, a perspectiva de crescimento piora. tem que cortar”, disse Koning. “E, historicamente, o Fed corta logo após sua alta final (em média oito meses depois).”

Para receber mais conteúdos como este, se inscreva no nosso Canal do Telegram.

Últimas notícias

Destaques