‘Muito atraente’ diz gerente de fundos sobre ações da BMW

As ações da BMW devem ficar em alta devido ao plano da empresa em competir com a Tesla no ramo de carros elétricos.

De acordo com o gerente de fundos Steven Glass, há uma enorme demanda por carros nos EUA e na China – os dois maiores mercados de automóveis do mundo.

“Só nos EUA, o déficit é de cinco milhões de veículos. “Essa é a demanda calculada por veículos novos apenas nos EUA, que achamos que começaremos a ver no próximo ano, à medida que as cadeias de suprimentos se abrirem,” disse Glass, diretor administrativo e analista da Pella Funds Management, ao Street Signs Asia da CNBC.

Enquanto isso, a China também está começando a ver crescimento no mercado automobilístico mais uma vez, após anos de queda.

“A China acaba de começar a experimentar um crescimento em seu mercado automobilístico. Esse mercado estava em declínio entre 2018 e 2021, mas agora começamos a ver algum crescimento novamente”, acrescentou Glass.

Como investir
Sua principal escolha para investir no setor automobilístico, sem sobra de dúvidas, deve ser na montadora alemã BMW.

Glass acredita que a empresa provavelmente sentirá um crescimento cíclico no próximo ano. Ela também tem um balanço patrimonial “muito bem administrado” e está sendo negociada a uma relação preço/lucro de apenas 5,5 – uma baixa de 20 anos.

Em conjunto, isso faz com que as ações pareçam “muito, muito atraentes”, disse o analista.

A BMW há muito tempo deixou clara sua intenção de competir a liderança em veículos elétricos com a Tesla. A montadora bávara pretende ter dois milhões de veículos elétricos nas estradas até 2025 e estima que metade de suas vendas de carros inclua automóveis elétricos até 2030.

No início deste mês, a empresa anunciou planos de investir US$ 1,7 bilhão em suas operações nos EUA para construir veículos elétricos e baterias.

Desse investimento, US$ 1 bilhão foi destinado para preparar a fábrica da BMW nos EUA na Carolina do Sul para produzir veículos elétricos.

A montadora alemã espera produzir pelo menos seis modelos totalmente elétricos nos EUA até 2030.

″ No futuro, [a instalação] também será um grande impulsionador para nossa estratégia de eletrificação, e produziremos pelo menos seis modelos BMW X totalmente elétricos até 2030”, disse o presidente da BMW, Oliver Zipse, no mês passado.

Os US$ 700 milhões restantes serão usados ​​para a construção de um novo centro de montagem de baterias de alta tensão. A empresa já anunciou quatro fábricas de células de bateria adicionais que serão construídas na Europa e na China para atender sua demanda por células de bateria da próxima geração.

As ações da BMW caíram 12,9% este ano, superando a Tesla, que perdeu mais de 40% de sua capitalização de mercado até agora. A ação tem um potencial médio de valorização de 20,6%, de acordo com estimativas de analistas monitoradas pela FactSet.

Para receber mais conteúdos como este, se inscreva no nosso Canal do Telegram.

Últimas notícias

Destaques