Goldman atualiza a Biogen e diz querer focar no mercado de remédios para Alzheimer

As ações da Biogen têm muito mais potencial de valorização para os investidores, graças a novos dados positivos sobre o medicamento da empresa para a doença de Alzheimer, disse o Goldman Sachs na quirta-feira.

Goldman Sachs afirmou que as ações da Biogen valorizaram entre os investidores, graças a novos dados positivos sobre o medicamento da empresa para a doença de Alzheimer.

A empresa atualizou a Biogen para uma compra. Ela aumentou seu preço-alvo das ações para US$ 370.

A atualização seguiu a chamada de lucros da empresa, que teve um grande foco no medicamento lecanemab, um anticorpo anti-amiloide que está em fase 3 de testes. O Goldman também elevou suas estimativas de receita do medicamento para US$ 14 bilhões em 2035, em comparação com estimativas anteriores de US$ 2 bilhões.

Salveen Richter, analista do Goldman, afirmou que: “a empresa agora está pronta para abordar o mercado da doença de Alzheimer, seguindo os recentes dados de lecanemab Ph3 (CLARITY-AD)”. “Embora os investidores sejam cautelosos com a apresentação completa no CTAD, nossas discussões com neurologistas e com a administração nos levam a acreditar que os resultados são clinicamente significativos, apesar dos ativos concorrentes.”

Sem o lecanemab, o valor do fluxo de caixa descontado é de US$ 190/ação, disse Richter.

O parceiro da Biogen, Eisai, planeja submeter-se à aprovação total nos EUA, União Européia e Japão. A Goldman antecipa que o processo será bem-sucedido.

Para receber mais conteúdos como este, se inscreva no nosso Canal do Telegram.

Últimas notícias

Destaques