Putin cogita sacrificar 20 milhões de soldados para vencer a guerra

Um ex-diplomata russo alertou que o presidente Vladimir Putin sacrificará de 10 a 20 milhões de soldados russos para vencer a guerra na Ucrânia.

Um ex-diplomata russo alertou que o presidente Vladimir Putin sacrificará de 10 a 20 milhões de soldados russos para vencer a guerra na Ucrânia.

Falando à editora política da Sky News, Beth Rigby Boris Bondarev disse que Putin “entende que se ele perder a guerra com a Ucrânia, será o fim dele”.

“Você não deve ter dúvidas sobre isso. Ele pode sacrificar de 10 a 20 milhões de russos apenas para vencer esta guerra, é uma questão de sobrevivência política para ele.”

O diplomata exilado alertou o Ocidente contra o fracasso em enfrentar as ameaças de Putin de frente.

Respondendo a uma pergunta de Rigby sobre as respostas cautelosas de Biden a Putin, Bondarev disse: “Quando você diz que não quer provocar um valentão, isso dá a ele o sinal errado. Isso mostra que você tem medo dele, Você deve mostrar a Putin um sinal claro de que se ele quer uma escalada, ele vai conseguir. Você deve mostrar que suas ameaças não estão funcionando.”


Um russo exilado, que trabalhou no desarmamento nuclear, alertou que as ameaças nucleares de Putin eram outro motivo para removê-lo do poder. “Enquanto Putin e seu regime estiverem no poder na Rússia, essa ameaça de guerra nuclear não irá a lugar nenhum”,

Putin está usando o potencial de uma catástrofe nuclear para “compelir outros países a fazer o que ele quiser”, disse ele.

Bondarev observou que a guerra não foi planejada para o líder russo. Falando no dia 240 da invasão russa da Ucrânia, ele disse que Putin “planejou que fosse uma guerra muito curta e muito fácil por uma ou duas semanas. Agora ele tem que vencê-la a todo custo”.

Bondarev afirmou que: “os 20 anos dele no poder foram de muita sorte para ele. Ele não é inteligente. Ele é apenas sortudo. Agora acho que sua sorte acabou.”

Para receber mais conteúdos como este, se inscreva no nosso Canal do Telegram.

Últimas notícias

Destaques