Os investidores acham que as chances de um aumento de 75 pontos base na reunião do Fed de dezembro quase dobraram após o relatório de inflação de setembro.

O núcleo da inflação dos EUA em setembro subiu mais do que os economistas previam, estimulando os investidores na quinta-feira a aumentar suas expectativas de que o Federal Reserve em sua reunião de dezembro entregará mais um grande aumento de juros.

O núcleo da inflação dos EUA em setembro subiu mais do que os economistas previam, estimulando os investidores na quinta-feira a aumentar suas expectativas de que o Federal Reserve em sua reunião de dezembro entregará mais um grande aumento de juros.

A ferramenta CME FedWatch mostrou uma probabilidade de 61,8% de um aumento da taxa de 75 pontos base na reunião do banco central de 13 a 14 de dezembro, acima dos 32,5% do dia anterior.

Ao mesmo tempo, as chances de um aumento da taxa de 50 pontos base caíram para 36,9%, de 58% no dia anterior. A probabilidade de um aumento da taxa de 100 pontos-base subiu de 0% para 1,4% no mês passado.

O relatório de inflação também consolidou as expectativas de que o Fed aumente sua taxa básica de juros em 75 pontos-base em sua reunião de 1 a 2 de novembro. Se as previsões para as próximas duas reuniões do Fed se confirmarem, elas estenderão a sequência de aumentos gigantescos. No mês passado, o Fed entregou seu quinto aumento de juros em 2022 e um terceiro aumento consecutivo de 75 pontos base.

As medidas vieram depois que o Bureau of Labor Statistics disse que o núcleo do Índice de Preços ao Consumidor – que mede a inflação excluindo os preços voláteis de alimentos e energia – subiu 6,6% no ano até setembro , o crescimento de preços mais rápido desde 1982.

The reading outstripped expectations of 6.5% among economists polled by Bloomberg. Shelter prices fronted the gain by rising 0.7% through the month. The headline inflation rate dipped to an annual pace of 8.2% from 8.3% in August as gas and food prices have been easing. But the acceleration in core inflation pointed to a worrying trend.

“This is the Fed’s nightmare scenario: the risk that inflation stays entrenched because services inflation is far harder to bring down than energy inflation,” wrote Jan Szilagyi, CEO of investment research firm Toggle AI. “The Fed will see this as a license to stay aggressive while the labor markets remain strong and the public tolerates rate hikes. More than that, they will maintain a hawkish message to avoid perception that they are tip-toeing around the issue.”

As ações dos EUA caíram inicialmente após o relatório de inflação, mas terminaram em alta em uma recuperação. O S&P 500 subiu 2,6% e o Nasdaq Composite ganhou 2,3%. Enquanto isso, o Índice do Dólar dos EUA caiu, caindo 0,7%.

“O relatório do CPI foi um forte lembrete de que o Fed ainda tem muito trabalho a fazer. Para cada categoria que parecia melhorar, duas pioraram”, disse Yung-Yu Ma, estrategista-chefe de investimentos da BMO Wealth Management, em nota. “A próxima temporada de resultados teria que ser duplamente forte para compensar os fortes ventos contrários de um Fed cada vez mais agressivo.”

Para receber mais conteúdos como este, se inscreva no nosso Canal do Telegram.

Últimas notícias

Destaques